Tantas vezes fui raposa

quarta-feira, julho 06, 2011

  Ando profundamente emocional nas últimas semanas, ontem estava com insônia e resolvi caçar alguma coisa na minha estante até o sr. sono chegar. Vi um livrinho cheio de fábulas de esopo e me identifiquei especialmente com fábula da raposa e o cacho de uvas.

Uma raposa faminta, ao ver cachos de uva suspensos em uma parreira, quis pega-los, mas não conseguiu. Então, afastou-se dela dizendo: "Estão verdes".

 
Assim como a raposa da estória muitas vezes acusei as circustâncias pelos meus insucessos e, não a minha falta de vontade para com os meus empreendimentos. Ás vezes sinto muita raiva por ter empurrado tantas oportunidades com a barriga e todo dia travo uma luta comigo mesma pra mudar. A minha maior dor é que pudia ter aprendido isso antes poupando tempo e sofrimento.
Tantas vezes tentei ser perfeita, ser forte o tempo todo, racional e agora é como se tudo fosse em vão. Quando minha TPM (tendência para matar) e minha neurose passar eu volto gente.

Leia também

3 comentários

  1. Perfeito. Me sinto igual. bjos.

    ResponderExcluir
  2. Eu entendo direitinho!
    Apesar que eu acho que muitas vezes, realmente as coisas nao estao ao nosso alcance ou nao era mesmo pra ser.
    Mas eu preciso me esforcar mais tb...

    E me encontro no mesmo momento psicologico que o seu... odeio tpm! kkkk

    Melhoras, Beijos.

    ResponderExcluir