Supresa do dia: Nana (De novoo!)

quinta-feira, março 11, 2010

Lembra que falei da Nana, a minha porquinha-da-índia fêmea ,pois então ninguém além da minha matrona suspeitava que a chegada dela aqui em casa, funcionaria tipo pague um leve três. rs
Eu explico melhor...De uns tempos pra cá o corpo de Nana foi crescendo de uma maneira digamos, desproporcional, ela magricela com um volume estranho na barriga e as suspeitas de que podia ser verme aumentando progressivamente... Até que chegamos a conclusão de que não se tratava de qualquer espécie de verme e sim de verminhos fofinhos, peludos e zoiudos (A cara da mamãe).



A experiência foi maravilhosa pra mim porque fui a única a sentir os bebês ainda no ventre da mãe e confesso que temia que Nana não resistisse ao parto por causa de sua baixa estatura e pouca idade.
Não sei exatamente quando aconteceu mas, especula-se que foi de madrugada umas cinco da manhã de hoje, só que minha mãe só me acordou ás seis (assombrada rs) então quando cheguei na gaiola o circo já estava armado. Foi o suficiente para ganhar o meu dia!  
Lá estavam meus pequerruchos garradinhos na mãe super espertos, um deles estava até com um pedaço do cordão umbilical ainda (Erh! meu estomâgo é abençoado hahaha).
Depois disso duas conclusões óbvias: meu pobre  Genaro ganhou corno de brinde e sofreu uma deprê típica do pós parto selvagem (Ahhh se ele soubesse que existe teste de Dna com certeza morreria de desgosto).
Continua no próximo capítulo...

Leia também

0 comentários